Meu vibrador de Polivinílico/Jelly

Atualizado: Set 9

As próteses e vibradores de polivinílico tem grande variedade de cores e com o melhor preço. Tem ampla variedade de cores de modelos, mas há alguns alertas e cuidados no manuseio.


Com o mesmo material e alguns outros aditivos temos produtos que parecem ser completamente diferentes como os vibradores de Jelly, com esse material se consegue muitas variedades de cores e texturas, por isso antes de comprar leia esse post com dicas e informações úteis


Ftalatos


Esse é ponto mais importante em ser levado em consideração antes de comprar um vibrador de Polivinílico. Os ftalatos são componentes comuns usados na indústria em produtos plásticos para deixá-los flexíveis, mas são produtos tóxicos e cancerígenos, seu uso não foi para produtos que entram em contato com o corpo.


Para uso em vibrador há dois pontos críticos: o primeiro como eles são mais grossos e maciços precisam de uma quantidade elevada desse produto para dar a maciez desejada e o segundo ponto é que são produtos que vão em contato com ânus, vagina e bocas, áreas sensíveis e com acesso a partes internas do corpo. Viu a importância de saber sobre isso.


Mas porquê alguém colocaria ftalatos em produtos sexuais?


Eles são mais baratos e esse mercado não é regulado e não há uma fiscalização de órgãos competentes e exigência de certificação específica, mas a informação é a melhor arma do consumidor.


Sempre compre de empresas confiáveis que apresentam informações de ingredientes e SAC, se ela tiver o selo Ftalatos Free, pode ser um sinal melhor ainda. Agora se você desconfiar dos ingredientes usados para produção fuja deles. Comprar em lojas CONFIÁVEIS também é uma boa alternativa.


Se você ver um cheiro muito forte desse material não utilize pode ser indício de não estar próprio para uso. Não utilize se eles estiver oleoso ou com uma textura mais grudenta, entre em contato com a loja e exija a troca, mas abra ele assim que chegar em casa para verificar isso.


Polivinílico rígido


A resina de Polivinílico (PVC) é um material atóxico e para essa aplicação não pode ser usados materiais reciclados, outro ponto positivo é que ele tem uma longa vida útil. Misturando com outros materiais também formam o Jelly, que falaremos mais abaixo, nesse falaremos daquela prótese mais rígida parecendo cor da pele.


O PVC é mais rígido do que outras próteses, mas não quer dizer que seja ruim, para comprar ele sempre escolha um vibrador um pouco menor do que o tamanho que você gosta ou considera ideal, pois ele não se adapta canal anal ou vaginal e mesmo com lubrificante não será tão fácil de penetrar se for muito grande.


Alguns fabricantes o misturam com silicone e já vi lojas dizendo que ele é silicone, mas cuidado isso é uma técnica de deixar o produto mais caro, ainda sendo misturados com outros materiais ele ainda continua sendo poroso e é necessário os mesmos cuidados de uso do PVC.


Ele é mais rígido e mais gelado, vibradores desse material são menos potentes pois dissipam menos a vibração, e quase todas as próteses com formato de pênis, mão ou língua são desse material. As vértebras não funcionam muito bem para esse vibrador pois tem pouca elasticidade, já as ventosas são ótimas para ele, pois é um material bem resistente e difícil de romper.


Jelly


O Jelly é chamado assim pela sua cor e textura, tem certa transparência e é mais macia e flexível, "parece" com Gelatina como diz já diz, as vezes as pessoas podem nomeá-lo como prótese de gel.


Ele é rígido mas menos rígido do que o outro de cima, combina um pouco mais com vértebra e com ventosa também é uma boa opção.


Se você quer um pênis para treinar sexo oral ou levar ela na boca para qualquer outro motivo, recomendo o Jelly, ele tem menos sabor e com um gel de sexo oral até engana muito bem.


Alguns vibradores com funções de girar e up-down costumam ser feitos com esse material, ele não vai durar pra sempre depois de um tempo mesmo com os cuidados necessários ele vai perdendo o brilho e fica fosco e apartir desse momento eu não aconselho o uso desse vibrador, mas eles são mais baratos do que o silicone, então se é seu primeiro vibrador pode ser legal investir um pouco menos em um rabbit desse material para você ver se gosta.



Camisinha sempre!


Eu falo sobre isso em todos os posts e nunca vou deixar de falar, vários produtos principalmente os mais flexíveis são porosos e esse produto não permite uma esterilização e sim uma assepsia comum, você consegue lavar, mas nunca tirar todas as bactérias, então o ideal é que ele seja usado com camisinha, para que ele dure mais tempo e principalmente para sua proteção.


Eles não compatíveis com lubrificantes a base de silicone, então escolha camisinhas sem lubrificantes para não estragar sem produto.


Alguns fabricantes o misturam com silicone e já vi lojas dizendo que ele é silicone, mas cuidado isso é uma técnica de deixar o produto mais caro, ainda sendo misturados com outros materiais ele ainda continua sendo poroso e é necessários mesmo cuidados de uso do PVC.


Ele é mais rígido e mais gelado, vibradores desse material são menos potentes pois dissipam menos a vibração, e quase todas as próteses com formato de pênis, mão ou língua são desse material. As vértebras não funcionam muito bem para esse vibrador pois tem pouca elasticidade, já as ventosas são ótimas para ele, pois é um material bem resistente e difícil de romper.

Jelly


O Jelly é chamado assim pela sua cor e textura, tem certa transparência e é mais macia e flexível, "parece" com Gelatina como diz já diz, as vezes as pessoas podem nomeá-lo como prótese de gel.


Ele é rígido mas menos rígido do que o outro de cima, combina um pouco mais com vértebra e com ventosa também é um boa opção.


Se você quer um pênis para treinar sexo oral ou levar ela na boca para qualquer outro motivo, recomendo o Jelly, ele tem menos sabor e com um gel de sexo oral até engana muito bem.

Alguns vibradores com funções de girar e up-down costumam ser feitos com esse material, ele não vai durar pra sempre depois de um tempo mesmo com os cuidados necessários ele vai perdendo o brilho e fica fosco e apartir desse momento eu não aconselho o uso desse vibrador, mas eles são mais baratos do que o silicone, então se é seu primeiro vibrador pode ser legal investir um pouco menos em um rabbit desse material para você ver se gosta.

Camisinha sempre!


Eu falo sobre isso em todos os posts e nunca vou deixar de falar, vários produtos principalmente os mais flexíveis são porosos e esse produto não permite uma esterilização e sim uma assepsia comum, você consegue lavar, mas nunca tirar todas as bactérias, então o ideal é que ele seja usado com camisinha, para que ele dure mais tempo e principalmente para sua proteção.

Eles não compatíveis com lubrificantes a base de silicone, então escolha camisinhas sem lubrificantes para não estragar sem produto.

Cuide bem dele


Todo acessório precisa de cuidado principalmente objeto íntimo tanto para que sua duração seja mais longa quanto para sua saúde esteja protegida. Os cuidados parecem com o de outros materiais como o Cyberskin, mas vale lembrar.


Ele não pode ser guardado com outros brinquedinhos sem proteção, porque isso fará eles reagirem e se desmancharem ou soltarem óleo e não será mais próprio para uso.

A limpeza deve ser feita com água e sabão de preferência bactericida, passe o sabão deixe por uns 2 minutos e depois enxague, não seque com uma toalha, deixe ele secar naturalmente.


Diferentes dos vibradores de Cyber que precisam ser guardados amido ou talcos específicos para uso com essas próteses, com o polivinílico nem sempre é necessário, a não ser o de Jelly, ma ajuda a manter ele seco e com os poros preenchidos evitando que ele acumule pó ou qualquer sujeira do ambiente.


Nos acompanhe nas redes sociais instagram e facebook. Fique por dentro das novidades!

Buscador de produtos

Podutos 

Marcas

  • S

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • (11)973632807

  • São Paulo -Brasil

Minha Amiga Me Disse  tem direitos reservado e é proibida a reprodução do conteúdo